terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

O direito ao orgasmo

A notícia poderia surpreender mas, infelizmente, já nada me surpreende vindo de onde vem. O primeiro-ministro chinês vem, acompanhado de outras três peças de igual valor, ao congresso do partido dito socialista que no próximo fim de semana se realiza em Espinho.
Que ninguém se iluda, que nenhum jornalista se atreva a questionar o senhor-dos-sorrisos-cínicos sobre essa malfadada questão do Tibete. Essa história de indivíduos baleados quando tentam atravessar a fronteira para o lado de cá é "folclore de qualquer encontro" entre os governos português e chinês , ou não respondesse o dito cujo da mesma maneira quando questionado sobre a QUESTÃO de Olivença como frisei o ano passado em Roma não paga a traidores. Toda essa história de pena de morte com uma única bala que ainda tem de ser paga pela família do executado deve ser mentira, são os dissidentes que inventam para denegrir essa sociedade maravilhosa onde cada um tem direito à sua religião, pode professar abertamente a liberdade de expressão e ter quantos filhos quiser e puder sustentar.
Certamente que o senhor-dos-sorrisos-cínicos vai ouvir uma estrondosa ovação, brilhantemente acompanhada por essa representação dos direitos humanos vinda do país do sol nascente (que nem cá nem lá é para todos), que a bater palmas ao ritmo estará treinadíssima.
Vai ser um banho de sorrisos, nem uma palavra divergente no momento da canonização em vida do senhor-dos-sorrisos-cínicos. Um autêntico "ai-ai-parem-com-isto-que-me-venho"
O Partido Socialista pode convidar para a coroação do seu reizinho quem muito bem entender, mas para uma satisfação ainda maior proponho mais duas delegações: FARC e máfia.
Cumprimentos.

1 comentário:

Ricardo Cataluna disse...

Isto é tão vergonhoso... E os MEDIA acham isto normal! Não pode valer tudo na realpolitik!