sábado, 23 de outubro de 2004

Poeira para os olhos

A hipocrisia continua a campear. O comissário europeu para a saúde, o sr. David Byrne, quer fazer o pessoal acreditar que está realmente interessado em combater o tabagismo. Depois das mensagens nos maços de tabaco, agora é a vez de puxar da máquina fotográfica e toca de prantar por ali umas fotografias de cancros, abortos espontâneos e mais umas imagens da galeria dos horrores. Claro que os desgovernos que temos tido (e continuaremos a ter, sejam eles rosa, laranja, vermelho, amarelo ou mesmo roxo-camarão-das-berlengas) vão beber de um só trago a ideia, ou não estivêssemos num país em que "o que vem de lá de fora é que é bom".
Eu já não fumo, abandonei o vício há mais de cinco anos, mas não seria (tal como não foi) este tipo de medidas que me levaria a abandonar o cigarro. Só o mais ingénuo sacristão poderá crer que as mensagens impressas nos maços podem levar ao não-consumo. Todos sabemos que as mensagens do género "fumar mata", "os fumadores morrem precocemente" e quejandas, mal passaram a ser obrigatórias despoletaram um comércio mais que legítimo de caixas porta-maços de tabaco com imagens divertidas e belas. Além de que a simples presença daqueles avisos mais não faz que estimular o desejo de desafio inerente a qualquer adolescente minimamente digno desse nome. Mais: se eu ainda fosse fumador e me caísse nas mãos um maço de tabaco com a frase "Fumar pode provocar diminuição do desejo sexual", toca de fumar dois e três logo de seguida, que isto de ser português de gema é obra!
Tal como abri este "post", continuo a dizer que a hipocrisia campeia por estas bandas. Só mesmo um tosco é que não vê que nenhum, mas absolutamente nenhum governo está interessado em diminuir o consumo de tabaco que tantos lucros lhe dá. O que interessa aos governos europeus (entre os quais o nosso) é pura e simplesmente não cair na desgraça em que já caiu uma série de tabaqueiras norte-americanas, que é um canceroso ou uma tuberculosa conseguir extorquir-lhes uma indemnização do caneco, porque alegadamente ninguém os avisou que fumar provoca isto ou aquilo!
Da mesma maneira que a distribuição de seringas e colagem desgarrada de cartazes com avisos contra a sida não têm evitado o aumento do número de contágios, o que só seria possível se alguém que ainda mexe muitos cordelinhos permitisse que um governo dito laico implementasse uma verdadeira política de educação sexual nas escolas, também o tabagismo só diminuirá quando a luta contra ele partir duma política de saúde implementada nos bancos da escola e não pelo recurso ao medo.

3 comentários:

almadepoeta " Isabel Valente " disse...

Olá
Vim visitar o teu blog pq vi o link num outro, e sinceramente li 2 posts e gostei muito, para além de escreveres bem, escreves com muita inteligencia e algum humor sobre assuntos deveras preocupantes.
O tema da quinta dos abortos, está hilariante.
Parabéns

celtiberix disse...

Obrigado. Isto dos "blogs" sempre dá pra desabafar aquilo que ninguém tem paciência de nos ouvir dizer.

Catarina Morazzo disse...

Bom dia,
Sou jornalista do programa "As Tardes de Júlia", apresentado por Júlia PInheiro, TVI. Estou a preparar uma temática para a próxima terça feira, dia 6 de Novembro, sobre pessoas que deixaram de fumar, convidando uma figura pública para dar o seu testemunho também. Após encontrar o seu blog e a contagem minuciosa que tem feito aos dias que já deixou de fumar, gostaria de saber se estaria interessado em colaborar connosco no programa. Contaríamos com a sua disponibilidade entre as 13h e as 15h apenas e responsabilizamo-nos por todas as despesas de deslocação, alimentação, bem como justificação para entidade patronal.
O seu testemunho seria muito valioso para todos aqueles que nos assistem diariamente.
Obrigada pela sua atenção. Junto deixo o meu e-mail para devida resposta, caso seja do seu interesse.
Catarina Morazzo
catarinamorazzo@gmail.com