quarta-feira, 15 de novembro de 2006

Quem quiser que comente. Estou no meu direito de me estar nas tintas...

Não sei nem quero saber porquê, mas hoje estou-me nas tintas para "postar" seja o que fôr.
Está para ali a selecção nacional a jogar com selecção do Cazaquistão, e nem quero saber quem está a ganhar ou a perder.
Nem me vou dar ao trabalho de ler sobre se o Tribunal Constitucional (com letra graaande...) aprovou ou em que modos terá aprovado a pergunta do referendo sobre o aborto. Nem tampouco quero saber se as barrigudinhas vão parir a Badajoz, a Tarragona, no hospital de Beja, ou se o fazem em casa.
Nem quero saber se os putos tiveram aulas ou não, a despeito das greves; e dos fura-greves que assim afirmam a sua "dedicação à causa".
Quanto a saber se a Câmara Municipal de Beja é que impôs a manutenção do combóio Beja-Lisboa e vice-versa estou-me neste momento nas tintas.
Como me estou nas tintas, hoje, para saber se a chegada da estação das chuvas faz os velhotes escorregarem naquele nojo que é o novo pavimento "polisiano" da Praça da República.
Não quero pensar se os chineses estão a comprar as lojas de Beja ou se os lojistas bejenses é que lhes vão bater à porta pela calada da noite para as venderem.
Da mesma maneira também não vou querer saber se os "cidadãos de etnia" fazem casamentos frente à piscina coberta ou divórcios frente ao raio que parta quem a tal os autorizou.
Porra, com os impostos que pago não tenho o direito de me sentir português durante a próxima meia-dúzia de horas?

3 comentários:

Anonymous disse...

Assim mesmo, a partir dos "entas" devemos dizer o que sentimos e não o que fica bem. Estou como o Autor do blog, tenho dias... Mas disseste tanto em tão pouca linha.

O (A)Normal disse...

loooooooooooool gostei do teu blog

RCataluna disse...

E faz muitíssimo bem em se borrifar!

De vez em quando faz falta...