domingo, 22 de julho de 2007

Só um cego não vê que Abril está moribundo!


A cada dia que passa me convenço mais e mais que a frase "Abril não morreu" é um chavão e nada mais que isso, algo destinado à publicidade dum dia do calendário em que se desdobra a bandeirinha nacional, guardada com duas bolas de naftalina lá bem no fundo do guarda-fatos; a outra, a que pendurada de cabeça para baixo numa antena de televisão ruçou até se desfazer em farrapos, lá pode continuar até que a seleccção nacional chame novamente a "contra os canhões marchar" um povo para quem o mundo tem exactamente o mesmo diâmetro que uma bola de futebol.
Quando
- "alguém" manda as polícias confiscar material a jornalistas para a partir daí se identificar manifestantes - e logo os menos afoitos começam a congeminar desculpas para não aparecerem lá na próxima vez,
- "alguém" manda o chefe fazer a lista dos grevistas - e logo uns quantos se apressam a tentar justificar a falta do dia de greve com uma "indisposição súbita",
- "alguém" bufa que um colega de trabalho falou mal (sabe-se lá se falou) dum autista político no seu próprio gabinete e o governo não se demarca dessa bufaria
- anda por aí gente que, com a desculpa de tentar "acabar com a difamação" na blogosfera (o que seria legítimo) nada mais pretende do que amordaçar as discordâncias (mas isto já se chama Coreia do Norte?),
talvez seja hora de mudar e assumir que a frase "Abril não morreu" tem irremediavelmente de ser mudada para
Abril NÃO PODE morrer!

Por tudo isto e muito, muito, muito mais, vale a pena relembrar e visitar este "site"

3 comentários:

RCataluna disse...

Completamente de acordo!!

Abraço e boa semana!

Zig disse...

Há gente que se gostariam de esquecer dos valores adquiridos no 25 de Abril. E, ainda por cima, se dizem ser democratas e eleitos pelo povo. Só que, com atitudes desses se esquecem que o povo se está cada vez mais nas tintas para a política e as suas politiquices como se viu nas intercalares de Lisboa!

Paulo Sempre disse...

"Abril não pode morrer". Concordo!!
Mas....será mesmo?

Abraço
Paulo